9 de novembro de 2016

Tônicas




vire a página
enxugue a lágrima
ative o cérebro
encare a próxima 
compre o mínimo
sinta a síndrome
mude o ângulo
fuja do tráfego
reconheça o póstumo
e ouça a música  
pode ser a última...









26 de julho de 2016

11 de julho de 2016

Atualizações



Oi povo de Deus.
A cirurgia foi um sucesso. Conseguimos fazer por vídeolaparoscopia e a recuperação está sendo super tranquila. Na última quinta-feira estive no consultório do Dr João Augusto e ele me liberou para voltar ao trabalho, dirigir e fazer minhas tarefas normais, desde que não exijam muita força física. 
O material que foi recolhido para biópsia não acusou nenhuma malignidade. Ainda assim, ele optou por fazer mais um exame, para obter um resultado ainda mais preciso, tudo obviamente devido ao meu histórico. O resultado fica pronto em um mês.
Agora é marcar retorno com a minha ginecologista para ver a respeito da produção hormonal, além da idade agora eu só tenho um ovário né?! E com minha oncologista para mantê-la atualizada da saúde desta criatura que vos fala.

Hoje voltei à minha rotina profissional. 
O lado em que ocorreu o procedimento ainda dói porque o ovário fica muito embaixo, então qualquer dobrada de perna por mais tempo causa incômodo. Mas já já passa, cada dia doendo menos e menos até parar.

Bom, é isso. Obrigada a todos pelas mensagens, ligações, preocupações e atitudes. 

Bola pra frente!




23 de junho de 2016

Ovários e prevenção




Oi gente.
Cá estou para atualizá-los sobre minha saúde e também orientar quem busca algum tipo de informação pela internet.
Quem acompanha meu blog já sabe, há 5 anos eu descobri um câncer no intestino. Retirei o tumor e fiz 30 sessões de quimioterapia.

Agora, chegou a vez dos ovários, por enquanto o esquerdo.
Quem já teve câncer aprende que, mesmo curado, ele é um eterno fantasma na vida da gente. Temos que monitorar sempre, não só onde o tumor apareceu, mas o corpo inteiro. E é o que venho fazendo desde 2012. 
Eis que num desses exames de rotina eu descubro uma "lesão sólida no ovário esquerdo". 




Minha ginecologista, Dra Andrea de Fátima Castro, me indicou um ONCO GINECOLOGISTA devido ao meu histórico, obviamente. Então Dr João Augusto Fernandes achou mais sensato arrancarmos o ovário e a trompa esquerda para que eu não tenha que passar por tudo aquilo novamente, já que as chances dessa lesão virar mais um tumor são consideráveis. Tanto é que o plano de saúde autorizou o procedimento prontamente. 

Dia 25/06/2016 eu entro no bloco cirúrgico para uma laparoscopia - procedimento minimamente invasivo, a famosa "cirurgia por vídeo". O que fará com que eu volte rapidamente à minha rotina. Mas, caso eu tenha algum tipo de aderência por conta da cirurgia anterior, o procedimento terá que ser pelo modo convencional: cirurgia aberta. Estou na torcida e na oração para que isso não aconteça, pois a recuperação é bem mais lenta e dolorosa.

Lembrando que este ano eu ainda não fiz minhas queridinhas: colonoscopia e endoscopia, mas até dezembro eu resolvo isso.

Bom, eu vou ficando por aqui e depois do dia 25 dou mais notícias pra vocês.

Saúde e sorte pra nós !

23 de maio de 2016

Jogo



uma porta trancada
um ferrolho

um pedaço de pau
um apoio

um retrato antigo
um olho

um corpo quente
um enjoo

pra cada porta, uma segurança
pra cada pedaço, uma esperança
pra cada retrato, uma lembrança
para cada corpo, uma mudança

e a gente nunca se cansa
da porta
do pau
do retrato
do corpo

do jogo.




3 de maio de 2016

Mãaaae !!!!



Todo mundo tem.
Tem gente que conhece, ama e mantém
e tem gente que não se dá bem.

Tem gente que valoriza,
gente que já perdeu
e tem gente que nem conheceu.

Mãe, foi dela que a gente nasceu.
A natureza,
a da paciência 
e a da bondade.

Mãe, feliz cada dia, todos os dias,
os que passaram, os que estão aqui
e os que virão.

Mãe, pra cada filho um coração.





3 de fevereiro de 2016

Nostalgia no envelope



Pois é, em tempos de internet pra praticamente tudo nessa vida, eis que resolvi enviar cartas aos amigos. Sim, cartas. Folha de papel, caneta, envelope, endereço e selo. Da onde veio essa ideia?! Lembram daquele dia em que nosso "imprescindível" aplicativo de conversas whatsapp parou de funcionar aqui no Brasil?! Eu resolvi enviar um telegrama de brincadeira pra uma amiga, fiz tudo pelo site (que ironia), porém, o que antigamente era uma comunicação imediata, agora demora um mês. É meus queridos, o telegrama demorou um mês pra chegar nas mãos da Glaucia! 

Bom, nesse mesmo dia sem whatsapp por algumas horas, eu li algumas postagens sobre um projeto aqui de Belo Horizonte que se chama CHÁ COM CARTAS (leiam mais a respeito aqui: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2015/12/em-tempos-de-whatsapp-mineiro-distribui-cartas-por-belo-horizonte.html) e resolvi mandar cartas pra quem me desse o endereço. 
E não é que o negócio está dando certo?! Enviei cerca de doze cartas (não pretendo parar) e até agora recebi três de volta. E que sensação boa... 
O conteúdo das cartas que eu envio é poesia, não só minhas, mas de autores/cantautores que eu acho que tem a ver com o destinatário. E dentre o que recebo estão cartas envelopadas, cartões postais e mimos, tudo recheado de muito carinho. Estou adorando tudo isso. 
E por mais que vocês duvidem, receber uma carta é sim uma carga de emoção gigantesca. São várias coisas bacanas envolvidas, principalmente por estarmos vivemos a era do imediatismo.

Obrigada whatsapp e obrigada Chá com Cartas pelo estímulo.






A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...