23 de julho de 2014

Durma Suassuna


Durma Suassuna, durma
que Nossa Senhora agora irá lhe receber
vai lhe valer e lhe ninar até você adormecer.

Durma Suassuna, durma
a literatura de cordel você sempre valorizou
e em suas obras o sertão quase um paraíso virou.

Durma Suassuna, durma
pra cada sertanejo pobre e amarelo você deu esperteza
e hoje quem sabe alguém até os trate como realeza.

Durma Suassuna, durma
que a gente por aqui vai ficando cada dia mais pobre
sentindo a partida desse nordestino tão nobre.

Durma Suassuna, durma.


Nenhum comentário:

Diário

fico parada observando o nada, a torneira que pinga achando estranho uma pessoa que tropeça e não xinga mas na verdade eu morro é de dó ...