29 de dezembro de 2014

SP - Solo Pernambucano (documentário)



Que coisa mais rica essa história.
Dona Carminha, que pariu Marcelino, que tem esse nome por causa do filme, mas sem o "pão e vinho" e que se emocionou quando voltou para rever de onde veio e relembrar tudo que viveu ali.
Que espontaneidade, nostalgia e ternura naqueles olhinhos.
Ela reza igual Vóinha rezava, bem baixinho, a gente só conseguia ouvir a pronúncia dos "s"...

E que sensacional as escrituras de Marcelino Freire.

Assistam:


27 de outubro de 2014

Eleições 2014



Para mim, o que deve ser observado com atenção nessas eleições é o fato de que metade da nação NÃO aprova quem foi eleito. Fosse Dilma ou fosse Aécio, o povo está cansado. A vitória foi extremamente acirrada, como há tempos não acontecia. A maioria das pessoas utilizou o critério do “não tem tu, vai tu mesmo” para votar, inclusive eu. São as características do voto obrigatório né?! Votos sem ideologia, obrigação pura e simples. E a falta de opção coerente ainda contribui.

“Alguma coisa está fora da ordem”.


O paternalismo já não comove, a direita já não convence mais. Não há luz no fim do túnel. Brasil, um país de tolos. Será? Talvez tenhamos apenas virado expectadores, cansados, esperando a cortina fechar e torcendo para que as gerações futuras consigam mudar a direção do espetáculo.

O gigante não acordou, ele teve apenas uma crise de insônia, mas já tomou o seu rivotril e agora está tudo calmo novamente.





22 de outubro de 2014

Balaio



O mundo está cheio:
De falta de carinho
De pássaro sem ninho
De rosa com espinho
De sair de fininho.

O mundo está cheio:
De telefone que não toca
De solidão que sufoca
De atitude que choca
De fé que provoca.

O mundo está cheio:
De gente vazia
De louça na pia
De café que esfria
De vida com nostalgia.


E de gente que ajuda
De sabor de fruta
De boa conduta
De vontade de ir à luta,
O mundo está vazio?
.
.

12 de outubro de 2014

Dia das Crianças



Poesia da minha afilhada para mim pelo dia das crianças.
É muito talento, criatividade e fofura não é não?! 



"Também devo desejar
Mas será que vai ouvir?
Será que vai gostar?
Se não posso decidir,
Vale a pena tentar.

Porque é uma criança em um corpo que não é seu
Mas não é sonho que se perdeu
É que ainda não notou que cresceu
Então feliz dia 12 que sempre lhe pertenceu."

Julia Melo
.
.


20 de setembro de 2014

Mesa de bar



Projetei em você
animei com você
mudei para você.

Você me julgou
você me faltou
você me esgotou.

Agora sou só eu
lá fora é só você.

Que coisa estranha o querer.


.
.


29 de agosto de 2014

Palavra do dia: RESILIÊNCIA



re·si·li·ên·ci·a 


substantivo feminino

1. [Física]  Propriedade de um corpo de recuperar a sua forma original após sofrer choque ou deformação.

2. [Figurado]  Capacidade de superarde recuperar de adversidades.
.
.
.



25 de agosto de 2014

Vodu



A dor está sempre presente
em seu sentido literal
e às vezes também latente.

Dor doída, dolorida, repetida.
A verdade é que está sempre ali, doendo.
Ela segue mapeando meu corpo
mas no coração, já não sinto mais.

Dói é a boca, as costas, os tornozelos
doem os joelhos.

Dor que me faz sentir, ainda, humana
ciborgue de gente.

Dor de dente
dor de repente
dor de doente.
Saudável, só a mente.


21 de agosto de 2014







Febre



No chuveiro...
Lágrimas ou água?
Quentes.
Os dois
as duas
ela e eu
minha crise e eu.
Quem disse?
Quem se perdeu?
Delirei
acordei
molhada
e ainda era eu.


.

Condição



Se apertar, eu arranco tudo

Se deixar, eu como o talo

Se escalar, eu vejo do topo

Se irritar, eu te chamo de tolo

Se envergar, eu deixo torto

Se agradar, eu amo todo

Se acabar, eu lamento tanto.


.

23 de julho de 2014

Durma Suassuna


Durma Suassuna, durma
que Nossa Senhora agora irá lhe receber
vai lhe valer e lhe ninar até você adormecer.

Durma Suassuna, durma
a literatura de cordel você sempre valorizou
e em suas obras o sertão quase um paraíso virou.

Durma Suassuna, durma
pra cada sertanejo pobre e amarelo você deu esperteza
e hoje quem sabe alguém até os trate como realeza.

Durma Suassuna, durma
que a gente por aqui vai ficando cada dia mais pobre
sentindo a partida desse nordestino tão nobre.

Durma Suassuna, durma.


8 de julho de 2014

A Copa das Tropas


"Chore
Grite 
Esperneie 
Proteste
Fique puto 

Afinal de contas 
A tragédia no campo
Dói mais que a do viaduto 

E assim foi
A copa das tropas"


Pdr Valentim

#UmPoemaporDia


2 de junho de 2014

10 coisas que me irritam



- que me cutuquem;
- que insistam comigo quando eu disser "não";
- querer ir embora e estar de carona;
- querer ficar e estar de carona;
- saideiras intermináveis;
- dormir fora de casa;
- que deitem na minha cama com roupa "de rua";
- chuveiro que sai pouca água;
- conversar com quem só "conversa" por monólogo;
- quando as pessoas acham que o que eu escrevi é o que eu estou sentindo (não quero morrer se escrevo sobre morte; não estou apaixonada se escrevo sobre amor).
.
.

29 de maio de 2014

Desse jeito


Quem imaginaria que um dia
parte da minha rotina faria
fazer endoscopia e colonoscopia.

Deixar a barriga bem vazia
quase morrendo da fome que sentia
pro dotô vigiar o que acontecia.

Mas é certo que no final a pena valia
pela certeza de ali não encontrar mais avaria.





25 de maio de 2014

Rotina de exames (3/5)



Olá!
Bom, pela "regra" de quem teve câncer, só me restam dois anos dessas baterias de exames pesados.

Na última segunda-feira peguei o resultado da tomografia abdominal e felizmente está tudo certo.

Os exames de sangue também não deram alterações consideráveis, a glicemia está alta como sempre (não, não acho legal) e as plaquetas estão aumentadas, mas segundo a minha oncologista Dra.Maria Nunes não é nada para nos preocuparmos.

Desta vez para a endoscopia+colonoscopia tudo será diferente pois eu não farei com o Dr.Luiz Ronaldo Alberti, como era de costume.
Como o plano de saúde da Santa Casa BH está passando por mudanças, agora são pouquíssimos os lugares que aceitam, por conta disso fiquei sem a Biogastro. 

Então farei pelo Saúde Bradesco (sim, a pessoa tem dois planos de saúde) na clínica Gastrocenter. Como já fui paciente do Dr. José Vieira Figueiredo Filho - que pertence ao corpo clínico de lá, fiquei à vontade para fazer os exames com ele. É um excelente gastro também.
A parte ruim é que a colono no Gastrocenter só é feita à tarde, ou seja, amanhã vou ficar sem comer até às 13:00, vou ficar num bom humor... Coitada da Tia Glaucia que vai me aguentar, rsss.

O preparo é muito simples: quatro envelopes de polietilenoglicol (PEG 4000) e dois comprimidos de bisacodil (lactopurga). O que antes era uma lista de seis medicamentos, agora se resumiu a apenas dois. Será que vai funcionar ???
Espero que sim e que esse troço não tenha um gosto muito ruim, serão quatro litros de hoje à tarde até amanhã de manhã.
Vamos que vamos !!!







5 de maio de 2014

Vai!


Nem tudo que reluz é ouro
e infelizmente nem tudo reluz.
O som que te guia é só o do outro
e a sua própria voz nunca te conduz.

Seu coração continua oco
esperando o que te seduz.
Mas a vida ainda é o novo,
é o que a imaginação produz.

Sugiro ir embora logo, vai que
no fim desse túnel existe luz?!



29 de abril de 2014

Consumindo poesia


Últimas aquisições literárias:
os guardanapos publicados do EU ME CHAMO ANTÔNIO
e uma coletânea do bigodudo PAULO LEMINSKI.
.
Bom apetite!
.

8 de abril de 2014

A lua no cinema

"A lua foi ao cinema,
passava um filme engraçado,
a história de uma estrela
que não tinha namorado.

Não tinha porque era apenas
uma estrela bem pequena,
dessas que, quando apagam,
ninguém vai dizer, que pena!

Era uma estrela sozinha,
ninguém olhava pra ela,
e toda a luz que ela tinha
cabia numa janela.

A lua ficou tão triste
com aquela história de amor
que até hoje a lua insiste:
— Amanheça, por favor!"

Paulo Leminski
.

21 de janeiro de 2014

Dúvida


O que é a vida da gente?
Ela às vezes é enchente
lembranças levadas pela corrente.

Outras vezes ela se mostra quente
deliciosamente indecente
e nos deixa assim, demente.

A vida da gente
essa fugaz e curiosa semente,
vale a pena ser vivida intensamente.

A vida...
Será que ela nos pertence?
.
.





13 de janeiro de 2014

2014


Só agora consegui fazer a minha primeira postagem de 2014.

Bom, ainda na Bahia - onde passei reveillon com amigos queridos, fiquei sabendo que este seria o ano das MUDANÇAS.
Para mim elas já começaram. 

Agradeço a Deus por tudo que tem me trazido, até pelas coisas "ruins".
Agradeço pela família que tenho e pelos amigos maravilhosos que estão cada vez mais ao meu lado, fazendo AMIZADE ser escrita com letras maiúsculas mesmo.

A vida vale muito a pena, lembrem-se sempre disso!
E não se esqueçam também de que ela é muito breve, por isso façam sempre o que têm vontade.
Eu faço.
E que 2014 venha macio, colorido, saudável, amoroso, florido, molinho, risonho, relaxante, cheiroso, cintilante, original, confortável e mágico. 
Feliz novo ciclo!!! 





Diário

fico parada observando o nada, a torneira que pinga achando estranho uma pessoa que tropeça e não xinga mas na verdade eu morro é de dó ...