8 de abril de 2013

Tinta



A solidão veio e tingiu meu travesseiro
e uma tranquilidade mórbida deixou seu cheiro.

Nada mais se move, nada mais está inteiro.

Daquelas flores todas, sobraram só as do canteiro
descuidadas, como quem espera por outro janeiro.




Nenhum comentário:

Diário

fico parada observando o nada, a torneira que pinga achando estranho uma pessoa que tropeça e não xinga mas na verdade eu morro é de dó ...