8 de abril de 2013

Tinta



A solidão veio e tingiu meu travesseiro
e uma tranquilidade mórbida deixou seu cheiro.

Nada mais se move, nada mais está inteiro.

Daquelas flores todas, sobraram só as do canteiro
descuidadas, como quem espera por outro janeiro.




Nenhum comentário:

A moça do bonde

A moça é daqui, de lá, de longe ela acorda cedo todo dia, pega o bonde ela não quer virar estatística de ONG. A moça é daqui, de l...