8 de abril de 2013

Tinta



A solidão veio e tingiu meu travesseiro
e uma tranquilidade mórbida deixou seu cheiro.

Nada mais se move, nada mais está inteiro.

Daquelas flores todas, sobraram só as do canteiro
descuidadas, como quem espera por outro janeiro.




Nenhum comentário:

A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...