19 de março de 2013

Colateral efeito



Percebo que tudo foi feito
porém, na vida nada é perfeito.

E só quando dói o peito
é que eu mudo o conceito
para trocar o que já não tem jeito.

Nem tudo eu aceito
e nunca te respeito.

Emudeço e me deito
para no dia seguinte, por direito,
poder chorar no teu leito.
Não tô nem aí pro seu despeito
porque no final, eu sempre me ajeito.


.

Um comentário:

EscrivANINHA disse...

Muiiito,muito bom!!!

Crua

uma verdade nua e crua quer? eu tenho medo cadê? ela tá aqui dentro ou lá na rua? tantos castelos de mentiras só as plantas cresc...