30 de janeiro de 2013

Cecília Meirelles



"Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo."
.
 

Nenhum comentário:

A moça do bonde

A moça é daqui, de lá, de longe ela acorda cedo todo dia, pega o bonde ela não quer virar estatística de ONG. A moça é daqui, de l...