10 de novembro de 2012

Verão


Chuva incessante
que retarda o tempo 
e faz da espera
uma lâmina cortante.
.

Um comentário:

Sonia Oli disse...

Lindo! Descrição perfeita em poesia!

A moça do bonde

A moça é daqui, de lá, de longe ela acorda cedo todo dia, pega o bonde ela não quer virar estatística de ONG. A moça é daqui, de l...