28 de dezembro de 2012

Sustentabilidade



Muito se tem usado a palavra SUSTENTABILIDADE nos últimos tempos.
Preocupação com o meio ambiente e tal, bacana tudo isso.
Mas aproveitando o início de um novo ciclo com a chegada de 2013, peço que – antes de qualquer coisa, SUSTENTEM SUAS PALAVRAS.

Se disser, cumpra.
Se estiver na dúvida, cale a boca.
Fica mais bonito assim.

Até ano que vem.

Último clichê de 2012: cardápio de fim de ano


Cheguei na casa de Mainha no domingo, dia 23.
Almoço: cozido, que eu adoro (carne, legumes, verduras, pirão, arroz).
Dia 24, a famosa "ceia de natal". Cardápio: aquelas asneiras todas que o capEtalismo, o comércio e o consumismo te fazer querer. A famosa função do marketing: criar o desejo em você!

E quer saber de uma coisa?
Prefiro mil vezes o cozido do que os perus, os tenders, os pernis e afins.

Ano que vem não quero saber desse teatro!
Natal de 2013 quero comer cozido, arrumadinho, tapioca, arroz com feijão e de sobremesa doce de banana com bastante cravo!
Eis o meu melhor almoço de Natal:
.

Um ano


Definitivamente, o tempo está passando muito além do que a nossa respiração ou as nossas pernas podem acompanhar.

Há um ano (28/12/2011) fiz minha trigésima e última sessão de quimioterapia.
Como passou rápido!
E que bom.
Do início de 2011 pra cá eu pedi para que o tempo passasse bem depressa - e fui atendida, mas agora acho que ele pode dar uma desacelerada.

Bom, quero apenas agradecer a Deus, à minha família, aos meus amigos, aos céus, ao cosmos, aos anjos e  aos pensamentos positivos e palavras de afeto que sempre estiveram comigo.

Como dizem: no final tudo dá certo.
Eu cheguei ao final e posso validar essa frase.

No início de 2012 eu fiz uma listinha com algumas coisas (materiais e/ou não) que eu gostaria de realizar. Dentre elas estava: voltar à minha terra natal.
Pois amanhã o plano se concretiza.

Alguns não se tornaram realidade e outros eu não foquei para isso.
Mas ainda assim o saldo foi bem positivo.

Mais uma vez obrigada, a quem quer que seja.
.
.

.

21 de dezembro de 2012

INTOCÁVEIS


Simples e bonito.
Um filme francês que te prende, mesmo não tendo um roteiro elaborado e nem textos complexos.
É classificado como COMÉDIA, mas para mim não tem como chamá-lo apenas disso.
Fiquei emocionada, chorei e dei risada.

A condição de Phillipe não deveria fazer dele uma vítima e tampouco era o que ele queria.
Eis que um sem noção chamado Driss surge e simplesmente ignora a tetraplegia dele.
E era o que queria. 
Em alguns momentos me senti o Driss - pelo seu humor negro que eu admiro e uso, 
e em outros momentos me senti o Phillipe, por ter um problema (já tive) e não querer ser tratado como coitadinho por isso.
Uma das piadinhas do Driss:
"qual o melhor lugar para se encontrar um tetraplégico? Onde você o largou!"
E Phillipe gargalhava... Sensacional.
Quem não viu, veja. Vale muito a pena.


.



15 de dezembro de 2012

Finalmente



"Provavelmente ninguém vai lhe ensinar isto. Dê um jeito de aprender, você vai precisar. Saiba desistir, porque em algum momento da vida isso vai ser necessário. Focar o que é, e não o que poderia ter sido. Colocar a vida à frente do orgulho. Seus desejos à frente do que os outros desejam pra você. Uma ousadia, um disparate, uma loucura, eu sei. Provavelmente ninguém vai lhe ensinar a entender o que você realmente deseja. Mas dê um jeito de aprender. Em algum momento da vida, desistir vai exigir mais coragem que seguir em frente. Desistir será o mesmo que parar de tentar. E parar de tentar pode ser finalmente o começo." CRIS GUERRA

O Tremendão


5 de dezembro de 2012

Por Júlia Melo



Mais um presente de aniversário que ganhei:

Suzana

"Com amor e emoção
feliz aniversario 
desejo para o amigo com satisfação
contei esse dia no calendario

faça um desejo
se conseguir o realizarei
pois, você merece todo este cortejo

e sempre saiba que eternamente te adorarei
já eu tenho agora um só desejo te dar um enorme beijo

quero eternamente te adorar
te deixar sorrindo é para mim um tesouro
e espero que você concorde em nossa amizade eternizar
meu pedido é muito duradouro
feliz aniversário sempre vou te desejar"



Vê se eu aguento uma afilhada dessa gente?!?!?



É muita lindeza...

4 de dezembro de 2012

Projeto Leitura Para Todos 2


Que alegria!!!
Mais um poema meu publicado no projeto LEITURA PARA TODOS:


START 

Não adiantam garrafas de vinhos sem as rolhas
Nem baldes com água e sabão sem as bolhas.
Sua vida sempre será o resultado das suas escolhas

A decepção é ingrediente primordial para a evolução
Mesmo que às vezes eu tenha a certeza de que tinha razão.
Nem sempre, ou quase nunca, tenho gostado das coisas como são

Vivo, aprendo, erro, choro e dou gargalhada até doer a barriga
Mas tudo tem que acontecer lentamente, a passos de formiga.
É que tenho que aprender que não posso ganhar toda briga

Eu sei, talvez já tenha passado um pouco do meu tempo
Mas algumas pessoas me dizem que eu ainda aguento.
Usando o otimismo e trabalhando com a força do pensamento

Como todo mundo, tem a hora que eu paro e penso no futuro
Desisto, sonho, continuo ou só aprecio de cima do muro?
Melhor arregaçar logo as mangas e começar. É promessa, juro.

Obrigada aos amigos por estarem sempre me avisando.
Mais um presente de aniversário!
.

3 de dezembro de 2012

Ariano Suassuna em BH


Sim, a inspiração para o nome do meu blog - a partir da fala de uma personagem do meu filme nacional preferido: O Auto da Compadecida, de sua obra homônima, estará aqui em BH amanhã no projeto SEMPRE UM PAPO Minas - Pernambuco.

Uma prévia do que será a aula espetáculo de amanhã: "Com uma escrita inspirada pelo simbolismo, pelo barroco e pela literatura de cordel, Ariano transforma o sertão no palco de questões humanas universais."

Mais informações acesse:
http://www.sempreumpapo.com.br/agenda/integra.php?id=1123&idCid=1


.

25 de novembro de 2012

Bolo de banana com açúcar mascavo (e sem leite)


Agora com minha nova dieta, terei que usar a criatividade também na cozinha.
Assim sendo, "inventei" hoje este bolo de banana com açúcar mascavo:


Super fácil de fazer:

3 ovos
2 copos de açúcar mascavo
3 colheres de sopa (cheias) de margarina
1 banana caturra (grande) amassada com canela
2 copos de farinha de trigo
Um pouco de água
1 colher de sopa de fermento em pó

Bata os ovos com o açúcar e a margarina.
Acrescente a banana amassada.
Coloque a farinha de trigo, o fermento e a água.
Misture, a massa deve ficar molinha.
Antes de colocar para assar pode colocar fatias de banana por cima. 
.



21 de novembro de 2012

TESTE DE TOLERÂNCIA À LACTOSE


Queridos companheiros de jornada e seguidores das minhas constantes batalhas.
Eis a novidade (nem tanto): sim, eu tenho intolerância à lactose!
Já era esperado pois quem retira parte do intestino acaba adquirindo essa deficiência.

Não é nada demais (ainda mais pra quem já teve coisa pior!), mas preciso evitar os derivados do leite mais substanciais como queijo, requeijão, iogurte e o leite propriamente dito, claro.


E como TUDO na vida, os dois lados:

Parte ruim - dieta limitada.
Parte boa - fica mais fácil manter meus 66kg, a vida gastronômica está cada dia mais saudável (risos).
Ida ao supermercado hoje, dentre os itens:


É a vida que segue.
Mais informações sobre a "Intolerância à lactose": http://primeirapautadigital.wordpress.com/2008/11/11/intolerancia-a-lactose-afeta-ate-80-dos-adultos/

.

.

17 de novembro de 2012

Mas e elas?




Pode me dar todas as tuas mazelas
Sabe o que faço com elas?
Transformo em chamas de velas
Ou em buquês de rosas amarelas
Porque o fundamental é livrar-se delas!
.
.










.
.

Itinerário


Do céu ao inferno - do inferno ao céu, e o meio do caminho fazendo a viagem compensar.
.
.

15 de novembro de 2012

Do meu ponto de vista


Um ponto é só um ponto.
Pode ser final ou de referência.
O complicado é quando ele é essas duas coisas ao mesmo tempo.
.
.


Maionese



De verdade?!
A vida é muito boa, você é que faz questão de deixar a maionese fora da geladeira.
.
.

13 de novembro de 2012

Tempo presente



Cansada de verbos em tempos futuros
e de pessoas em tempos passados
em papéis passados a limpo
com folhas rasgadas e palavras borradas.

Eu quero viver a atitude presente, na sua essência.
A atitude feita, realizada. 
O ato da atitude
com toda sua redundância.

Verbos que não vem acompanhados da ação
são apenas palavras em vão.




Carlos Drummond de Andrade

DESEJOS

"Desejo a vocês...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu."
.

12 de novembro de 2012

Legião Urbana



" (...)
Tenho anis
Tenho hortelã
Tenho um cesto de flores
Eu tenho um jardim e uma canção.

Vivo feliz, tenho amor
Eu tenho um desejo e um coração.
Tenho coragem e sei quem eu sou
Eu tenho um segredo e uma oração.
Vê que a minha força é quase santa
Como foi santo o meu penar.

Pecado é provocar desejo
E depois renunciar"

Sou Parsifal

10 de novembro de 2012

8 de novembro de 2012

Interessante até aonde a coisa vai...


Visualizações do meu blog por países.

Livros do lixo


É isso mesmo, catei esses exemplares no lixo do vizinho 
da empresa que trabalho.
Dá pra acreditar?!
Livros e muitas fotos.

Pode ter sido fruto de desilusão
ou simplesmente de
falta de educação!
.

6 de novembro de 2012

EN tu LHO



Para alguma coisa ficar nova de novo,
ficar melhor do que era,
é necessário que se faça barulho,
que tenha quebradeira,
que cause incômodo.
Reforma, que gera entulho.

Incomoda primeiro para depois aliviar.
E o mais importante,
leve o entulho pra longe,
pra outro lugar,
depois que tudo acabar.

Olhar em voltar e ver tudo bonito,
Do jeito que se sonhou.
E no final um sorriso como uma legenda que diz:
valeu a pena esperar pelo que se renovou.

Às vezes obras se fazem necessárias
porque o ambiente deve ser agradável
aos olhos
aos pulmões
ao coração.

Mãos à obra!
Reforme-se!
Seu cenário não precisa ter a mesma cara sempre.

4 de novembro de 2012

Retorno ao Centro Quimioterápico


Oi pessoas!
Sei que esta postagem está tardia, mas antes tarde do que nunca.

Bem, na última quarta-feira (31/10) estive no Centro de Quimioterapia da Santa Casa para uma consulta de rotina com minha oncologista - isto deve acontecer semestralmente.
Levei alguns exames de sangue que havia feito - está tudo muito bem, e peguei mais uns (quinze!!!) para fazer. Incluindo tomografia e colonoscopia (argh!) e claro, também pedi o exame de tolerância à lactose, quero logo tirar essa dúvida. Volto só em abril/2013 e espero que as coisas continuem assim, fluindo da melhor forma possível.

Agora, a melhor parte foi que reencontrei um dos meus companheiros mirins, o Igor.
Para quem não se lembra, eis o link: http://suzanaluna.blogspot.com.br/2011/08/12-sessao.html
Ele está super bem mas ainda não está completamente livre das visitas semanais, continua tomando medicação mas não mais quimioterapia, apenas um remédio para controle do sangue. Almocei com ele e o pai e ficamos reciprocamente felizes com o estado em que nos encontramos.
Fé sempre.

Ah, teve uma parte engraçada também. O Raposão, mascote do Cruzeiro, estava lá fazendo a alegria da criançada, até os "atleticaninhos" ficaram felizes com a visita. Acho super válido esse tipo de atitude num lugar como aquele, qualquer carinho, qualquer atenção são sempre bem vindos.
Confesso que tive que tirar um foto com ele, rsss, adivinha quem insistiu e quem bateu a foto?
Igor!

.

30 de outubro de 2012

om shanti


Que maravilha poder ter a yoga em minha vida...
.
.

Conjugando



Descortinando o que está à minha volta
eu percebo que felicidade é coisa remota
e o quanto caminho por estradas tortas.

Mas
desenhando o que minha mente projeta
eu enxergo o que não está na minha reta
e penso que às vezes posso até estar certa.

E talvez
transcrevendo um devaneio mais íntimo
eu consiga extinguir meu papel de vítima
e acreditar que o que me fez mal é ínfimo.

Então continuo
desmanchando o que antes parecia sólido
e decifrando o que já não é tão óbvio,
porque só quero me embebedar do válido.

Conjugando e andando...


24 de outubro de 2012

Poesia por JÚLIA MELO

MINHAS ASAS

"Às vezes ganho asas
ganho não, as conquisto.
Asas de todo jeito, leves, pesadas...
Mesmo assim vôo, não resisto
essas asas minhas são.
Posso te levar comigo para voar
basta querer que as suas crescerão.
Minhas asas me fazem pensar
como seria viver sem elas
não posso nem pensar
seria uma dor daquelas.
Ficaria sem uma coisa que eu amo,
o imaginar."
Júlia Melo

Essa é minha afilhada.
Feliz aniversário, muita poesia e muita alegria em sua vida!!!


16 de outubro de 2012

Às cegas



Por vezes não notamos os pequeninos sinais.
E vagamos à procura de um letreiro luminoso,
onde fique nítido o que devemos fazer e para onde devemos seguir.

Perda de tempo. O letreiro quase sempre não existe.
Também não existem setas indicando a direção, o literal sentido.

A tarefa não é fácil, mas exercitando chegaremos lá.
Percamos tempo com as minucias!






3 de outubro de 2012

TERAPIA


Seguindo os conselhos e as dicas do meu "mestre" Mauro (yoga) eis meu pão integral! Com direito a açúcar mascavo e aveia em flocos.
Prepará-lo é uma terapia, quem já fez pão sabe. Bom demais.
.
.

21 de setembro de 2012

Sintomático



E chega...
E palpita e entontece e revigora e alegra e enlouquece e vibra.

E acalma e abranda e amolece e entedia e desanima e aborrece.

E embrutece e esmorece e padece e entristece e envelhece e desmorona.
E vai embora.





5 de setembro de 2012

Minhas palavras fazendo sentido para outras pessoas também...





"ahhh...vc não tem ideia do que ler seu blog me fez...

foi quando tive o diagnóstico...

eu entrei num túnel escuro e suas palavras...as palavras de quem sofreu o que minha mãe sofria me deram um up...vc não tem noção!!

vc realmente me ajudou a enfrentar td isso...um dia tomara a gente possa se conhecer pessoalmente e quero te dar um abraço e te agradecer muito!!!

Vc me ajudou tanto quanto mt gente da minha família...vc é uma alma boa e vc, tecnicamente, me salvou...me salvou de uma ignorância sem tamanho...vc trouxe luz.

Luna foi uma das primeiras palavras que meu filho aprendeu!! Ele ama a lua e como ele mistura espanhol com português, meu marido e uruguaio, ele aprendeu a dizer "luna"

bjs"

Estas palavras são de Nara Bital, de Viçosa e que conheceu meu blog pesquisando no google a palavra ADENOCARCINOMA, que era o tipo de câncer que a mãe dela tinha. O mesmo que eu tive. 
Sua mãe fez a cirurgia, está sendo submetida às sessões de quimioterapia e se recuperando muito bem. 
Preciso falar mais?
Não. Preciso ir conhecê-las.



29 de agosto de 2012


Não me venha de novo com sua bíblia debaixo do braço, nem com suas repetitivas palavras de positividade. Seu religioso vocabulário limitado. Não use o Seu santo nome em vão.
Não adianta gritar e nem cantar alto um utópico louvor. Dentre os Seus sentidos, acredito que a visão seja muito mais aguçada que a audição. Ele vê suas ações, mas nem sempre escuta os seus hipócritas cânticos ou seus fúteis pedidos.
Não gaste energia pedindo um carro novo ou um lindo marido fiel.

Peça saúde e paz para os que te cercam. Tente fazer o bem. Tente ser caridoso, perseverante, tente sentir compaixão, ter pensamentos bons e atitudes nobres. Tente ser delicado, educado, gentil. Tente. Assim provará sua religiosidade muito mais veementemente.

O que você faz com a sua fé – se é que você realmente possui?
A desperdiça em templos lotados de desesperados que clamam por uma ajuda que está dentro deles mesmos? Deposita mensalmente 10% dela em forma de dinheiro que Ele não precisa? A transforma em dogmas que você deixou que fossem encravados em sua mente? A conserva em regras ditadas por um humano pecador assim como você?

Sua fé não é legitimada em forma de “pré-conceitos” ou de alienações.

Não limite a sua fé.
Transborde, transcenda.

Estou cansada de “xiitas”. 
Pronto, falei.
.

20 de agosto de 2012

FALHA



Uma imperceptível e fugaz centelha
Vem impiedosamente e te estraçalha.
E sem preocupação alguma espalha
O que sobrou de você em forma de migalha.

.

21 de julho de 2012

Agora sim, escritora?!




O que dizer do momento que vivi ontem?
Enfim me fizeram sentir uma escritora de verdade: ganhei uma versão impressa do meu querido blog que aqui vos fala!

Paula Azevedo, que conheci há um tempo atrás mas só há alguns meses tornou-se mais próxima, juntou meus amigos mais íntimos aqui em casa ontem e me presenteou com 10 exemplares do meu, digamos, livro. E adivinha quem ela convidou para escrever o prefácio? Claro, a irmã mineira que escolhi quando cheguei aqui: Glaucia. Que presentão... Emocionante, me li em cada palavra dela.

Detalhe que eu nem imaginava que isso iria acontecer. Paula já havia me dito que me daria de presente o meu blog impresso em formato de livro, mas jamais eu poderia imaginar que seria ontem, que seriam 10 exemplares, que seria aqui em casa na presença de pessoas tão queridas e que seria surpresa. E ficou lindo!!! Foi fantástico!
E pra deixar o cenário ainda mais propício, ontem foi 20 de julho, Dia do Amigo! Ahhhh... Agora é marcar uma "noite de autógrafos" de 10 exemplares, rss.

Adorei, amei, apaixonei. Vocês são a minha vida mesmo.
Paula, sem palavras para tanto carinho - gratuito, comigo.
Para quem esteve aqui: Paula, Glaucia, Drika, Markim, Luiza, André, Miriam, Diogo, Pedro Henrique, Walber, Marconi e Nico, obrigadíssima!
.
.





12 de julho de 2012

Decifra-me


Keria cer acim, komo ece testu aki.
Az letraz estaum herradas, maz aynda açim vossê intendi.

Porque é chato ter sempre que fazer muito esforço para ser compreendida. 
.
.

4 de julho de 2012

Diálogo entre poemas

Leio-te
não apenas por ler
ou para dizer que li,

bem mais que blogueira
és uma guerreira
que não cedeu. Venceu.

Leio-te.

Na minha hora carente
foste exemplo a cada sol poente,
a extirpar qualquer epílogo,

leio-te
para decifrar o intrínseco
na tua pele tatuada de alegria e fé,

leio-te
para ser manteúdo do conteúdo
da sua palavra visceral.

Leio-te. .

* Resposta ao poema de Suzana Luna no Projeto Leitura para Todos. 


Autor: Luiz Claudio de Paulo
http://luizclaudiodiversos.blogspot.com.br/2012/07/leio-te.html

2 de julho de 2012

Projeto Leitura Para Todos 1


Que bacana! Acabei de ficar sabendo que um dos meus textos está no projeto LEITURA PARA TODOS, que visa a propagação da leitura usando o transporte coletivo como instrumento. O projeto é uma parceria entre UFMG, BH Trans, Secretaria Municipal de Cultura, Fapemig e Associação Cultural Teia de Textos. 


Eu enviei vários textos para eles há algum tempo e agora uma amiga (Grazi Medrado) me conta que leu "Livro de Cabeceira" hoje no ônibus! 

Mais informações sobre o projeto: https://www.ufmg.br/online/imprensa/arquivos/023900.shtml
Para ler o texto pesquise aqui no blog: LIVRO DE CABECEIRA.



.
.

21 de junho de 2012

17 de junho de 2012

Comer: nem muito e nem pouco, apenas bem.

"Bebida é água
Comida é pasto...
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?"
Titãs

Por um período da vida eu e minha família quase passamos fome.
Ficou no quase porque minha avó era costureira e, como morávamos perto dela, acaba nos ajudando. A dificuldade sempre foi uma constante em nossas vidas.
O tempo passa, a condição melhora e, pelo menos, a gente pode comer de vez em quando aquilo que tem vontade.
Podia.
Porque agora sou escrava de um estômago e de um intestino que já não funcionam mais em perfeito estado. Quase tudo que como me dá azia e agora, pra completar, aumenta minha glicose também. Sei que preciso de mais disciplina para evitar esse tipo de coisa. O ideal hoje seria morar novamente com meus pais, nada mais saudável que comidinha de mãe. Morando sozinha eu me alimento 80% do tempo na rua, o que é péssimo!
Não é nada fácil aceitar que agora eu tenho uma vida alimentar completamente regrada.

Sem falar na parte do peso né!?
Se antes eu podia comer mas não tinha o que, agora eu não posso porque tenho que me manter nos 65kg e não nos 80kg que costumo chegar na fase de "engorda". Apesar de não ter históricos familiares de obesidade e nem de ganho fácil de peso, comigo isso acontece, e muito. E aos trinta e seis anos de idade manter-se no peso não é uma tarefa nada fácil, metabolismo desacelerando...

Mundo estranho, injusto e desigual.
.
.
#MomentoRevolta

.

13 de junho de 2012

11 de junho de 2012

Gastronomia + Humor



Mas que vontade de visitar esse lugar...!
Pela placa da "previsão do tempo" podemos ter uma ideia do que aguarda o visitante.
Chama-se Restaurante Café Colonial, é um casarão às margens da rodovia Canoas-Soledade (BR-386), em Marques de Souza, cidade a 132 quilômetros de Porto Alegre.
Pena estar tão longe das nossas terras mineiras, mas se forem lá, me mandem notícias!
Mais informações no blog do Carpinejar:
http://carpinejar.blogspot.com.br/search/label/Beleza%20Interior

.
.

1 de junho de 2012

10 coisas chatas na vida de quem mora sozinho


- seu interfone toca e você está no banho;
- você termina o banho e percebe que a toalha está na área de serviço e não pendurada no box como de costume;
- você compra alguma coisa pela internet e não tem ninguém pra receber (meu prédio não tem porteiro);
- você fica doente e você mesmo tem que fazer sua sopinha e/ou seu cházinho;
- naqueles dias que você acha que é o ser mais carente do mundo só tem o William Bonner pra te dar um "boa noite";
- o litro de leite na geladeira estraga muito antes de chegar na metade;
- você quer usar aquela pulseira linda mas que só dá pra colocar se tiver outra pessoa pra abotoar;
- você tá afim daquela comida caseira... E só tem você pra fazer pra você mesmo;
- a comida fica uma delícia e não tem ninguém pra elogiar;
- você se veste pra sair e não tem ninguém pra te falar (antes de você sair de casa) que está horrível.




.
.









.

31 de maio de 2012

Abandono

Larguei mesmo isso aqui hein?!
Falta de assunto? Não. Falta de tempo? Não. Falta de vontade? Também não.
Não sei o motivo, mas acabei abandonando.
Deveria ter abandonado outras coisas e não o meu querido Blog que tantas coisas boas já me deu. E que de uma forma ou de outra me ajudou a continuar em frente.
Prometo me empenhar mais em não deixá-lo de lado mais. Pelo menos uma postagem por semana tem que ter.
Prometo.

12 de abril de 2012

A felicidade

  • "A vida é o presente, aqui e agora, as bençãos de ter saúde e amor e muita gratidão. O restante podem ser coisas necessárias, mas que devem ser avaliadas na real importância das mesmas dentro de nossas existências, dar a importância devida, nada a mais, nada a menos. Cada um de nós tem a história que deve ser construída aqui na terra, e não necessariamente será igual a de outra pessoa, ao contrário do que o capitalismo nos impõe. A vida nos dá muitas alternativas, e precisamos simplesmente ser felizes. Se é com casa própria, se é com casa alugada, se é emprestada, se é sem casa fixa vivendo como cidadão do mundo, nossa... há tantas possibilidades quantos seres humanos na terra! A única coisa importante é entender como ser feliz com a NOSSA realidade, como mudá-la para melhor sempre no rumo da gratidão e da esperança, sem pesares, tristezas ou dores. O lindo é acordar todos os dias, reconhecer o valor de estar vivo e se sentir pronta e disposta para buscar nossa história!"

    Por Luciana Dietze


28 de março de 2012

POR AÍ

Relações voláteis.
Sentimentos retráteis.
Palavras portáteis.
Almas versáteis.

Desapontamento.
Minto e tento.
E não vejo muito alento.

Ou melhor, não vejo
quase nada.
Que quase anda e
quase manda, só
esperando pela demanda...
.
.

14 de março de 2012

CECÍLIA MEIRELLES

Retrato

"Eu não tinha este rosto de hoje, 
assim calmo, assim triste, assim magro, 
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força, 
tão paradas e frias e mortas; 
eu não tinha este coração que nem se mostra. 
Eu não dei por esta mudança, 
tão simples, tão certa, tão fácil: 
Em que espelho ficou perdida a minha face?" 

.
.
.
.
.
.

4 de março de 2012

Retorno Dr. Andy Petroianu

Boa noite.
Sexta-feira estive no meu cirurgião para levar os resultados da endoscopia e da conoloscopia.
Simplesmente ele abriu os envelopes, leu os resultados das biopsias e deu aquele sorrisão. Aquela cara de DEVER CUMPRIDO sabe?! Como quem diz: "eu sou foda mesmo!" rss


Resumo da obra: melhor não poderia ser, o tumor era 100% localizado e foi 100% eliminado do meu organismo, nenhum sinal de mais nada. E a cirurgia foi um sucesso também, tudo já funciona normalmente dentro de mim.
O resultado foi tão bom que ele cogitou a hipótese de não precisarmos fazer outra colonoscopia daqui seis meses, como estava combinado, mas sim daqui a um ano. De qualquer forma, em julho eu retorno ao seu consultório.

Dr. Andy me disse a seguinte frase: "a Dra. Maria Nunes e eu somos seu anjos da guarda, você jamais poderá nos abandonar."
E eu sou boba de contrariá-lo??? Não.
Obrigada Deus.




.
.






















.

29 de fevereiro de 2012

Enquanto isso no transporte coletivo...

Gente, preciso contar para vocês.
O cobrador do ônibus (9503) que pego todos os dias de manhã pra ir trabalhar é um fofo.
Ele carrega as coisas de todos que vão em pé e ficam perto dele ali na roleta.
Eu sempre pago a passagem e fico encostada na roleta, de frente pra ele. Hoje ele me entregou seu celular com os fones pra eu ouvir música, era gospel, mas eu gostei, umas letras bacanas, encorajadoras, gostei mesmo. Ele disse que eu ando com a cara muito tristinha, que isso não está certo. Aí me deixou escutar a música e me deu um folhetinho com um texto lindo da igreja dele (Batista).


É bacana ver que ainda existem pessoas de bom coração e que fazem o que podem para ajudar as outras, mesmo que nem as conheçam.
Achei que isso merecia uma postagem porque, nos dias de hoje, é raro presenciarmos esse tipo de comportamento, principalmente no transporte público diário.
Parabéns pra ele !


.
.

Diário

fico parada observando o nada, a torneira que pinga achando estranho uma pessoa que tropeça e não xinga mas na verdade eu morro é de dó ...