30 de novembro de 2011

26ª sessão

Gente, só faltam quatro!!! Que beleza!!!
Hoje foi cansativo, dormi tarde ontem (pra variar) e fiquei bem esgotada.
Depois teve consulta no "Pese Leve" - parecido com os "Vigilantes do Peso", onde estou me saindo muito bem, quase 3kg foram embora em duas semanas e assim vai continuar. Sei que consigo.
Por falar em emagrecer, ontem tentei pular corda... E consegui! Mas como cansa hein?! É um exercício e tanto...


Bem, hoje reencontrei a Telma e sua filhinha Isadora, lembram?
Ela está bem graças a Deus, o cabelinho crescendo de novo e faltando apenas três doses da medicação para ela finalizar seu tratamento. Assim como eu, em 2012 a pequena Isadora estará livre de tudo. E o melhor: estaremos CURADAS.

Próximo passo para evolução: curso de MEDITAÇÃO.
Quero fazer demais!!! E vou fazer.


Por hoje é só pessoal, beijo e boa noite.
.
.

29 de novembro de 2011

SAGITÁRIO


Sagitariano é assim
Um desastrado apaixonado
De coração doce
Mas grito forte
De alma sincera
Mas é uma fera
se lhe provocam
Ama de verdade
Até um novo amor surgir
Se entrega sem regras
Para o amigo fazer sorrir
No seu coração a mágoa
Não faz casa... Briga fácil
Perdoa mais fácil ainda
Às vezes, ele é insano
Outras vezes, todo zen
Tenha um sagitariano por perto
E verás a alegria que a vida tem.
(não sei o autor)
.

23 de novembro de 2011

25ª sessão

Boa tarde.
Que chuva foi essa em BH minha gente??? Agora parou e o sol está timidamente querendo aparecer.



Bom, hoje fiz minha sessão sem o exame de sangue. O Hermes Pardini estava com seu sistema todo fora do ar por conta da chuva. Mas minha médica não adiou a medicação porque meus resultados estão sempre bons. Ainda bem.

Essa noite sonhei que estava esperando internação num hospital, e não era a Santa Casa. De repente chega uma mulher toda ensanguentada, sem um pé e cheia de fraturas. Cena horrível. Ainda bem que foi só sonho.

Vi o Igor, mas hoje quem estava com ele era seu pai, que não tenho intimidade. A mãe (Márcia) está na cidade deles com os outros irmãos. Igor está bem, mas terá que ser internado novamente para implantar um cateter e poder terminar o tratamento. As veias já não estão tão boas mais para receber a medicação. Mas está quase acabando a luta.


Hoje conheci Nara, de um ano e sete meses. Ela teve um tumor na bexiga. Já nasceu com ele e estava tão grande quando foi descoberto que havia empurrado a uretra da pequena Nara para fora. A mãe dela é uma mocinha de apenas vinte anos de idade, elas são de Três Marias e estão na Casa de Apoio Aura. Fico pensando: o que seria dessas famílias sem as Casas de Apoio? Meu Deus.
Nara é tãaaaao bonitinha, tem uma carinha boa, me chamou de tia e fez com a mãozinha pra eu ir pra perto dela, aí pegou minha sombrinha pra brincar.
Ela está com um "coletor de urina sistema fechado" que fica preso às suas costas pois a bexiga não está funcionando. Daqui uns dias ela será submetida à cirurgia para retirada do tumor. Enquanto isso faz sessões de quimioterapia para que ele não cresça ainda mais.
Senti que a jovem mãe queria conversar mais, só que nesse momento a enfermagem chamou minha senha e tive que me despedir delas para tomar a medicação. Uma pena, queria ter conversado mais. Ela parecia tão carente, tão sozinha aqui.
Ai Deus, porque criancinhas tão inocentes tem que nascer com essas coisas??? Difícil demais de entender...
.
.

17 de novembro de 2011

24ª sessão





Oi pessoas!
Nesta última quarta-feira fiz minha sessão de número 24, agora só faltam míseras 6 sessões. Não é maravilhoso?! Passarei o reveillon já livre disso. Amém!


Nesta semana não tenho muito o que contar. Tomei meu "Frontal" às 19h30 crente que dormiria bastante, mas ele cismou de fazer efeito só no na manhã do dia seguinte. Pode isso? Daí peguei no sono sentada na cadeira, minha médica já estava quase desistindo de me receber. Quando entrei no consultório, depois de ter acordado assustada, ela me disse que havia chamado minha senha três vezes.
Ê "Frontal", aprontando comigo hein?!


Não vi nenhum dos meus companheiros mirins e nem meu casal de velhinhos (Geraldo e Jacira). E como estava meio "grogue" não consegui me aproximar de ninguém em busca de novas histórias para vocês.


Bom, é isso.
Até semana que vem!
.
.

10 de novembro de 2011

23ª sessão

Boa noite pessoas!
Então, ontem fiz minha vigésima terceira sessão. Como o tempo passa rápido - graças a Deus!
Felizmente dessa última vez não tive problemas com a punção, fiquei numa veia só.


Graças ao bendito (e também maldito) corticóide não venho sentindo maiores náuseas, mas a dor de cabeça inconveniente insiste. E também a indisposição, claro.


Tá quase gente, tá quase terminando... Mais sete vezes só.


Reencontrei a Márcia, mãe do Igor. Uma pena ela ter me dado notícias meio chatas. Ele não está mais reagindo bem à quimioterapia, o cabelo caiu todo - o que não tinha acontecido até então, por isso permanece internado, além de febres e dores. A última vez que o vi estava tão bem... Mas vai passar, tudo vai ficar bem de novo.


Continuo dormindo muuuuuuito mal, apensar de ter FRONTAL aqui em casa (por recomendação médica) prefiro não tomá-lo todos os dias. Viciar é perigoso demais. Então, o dia que não tomo, não durmo. E assim vou, pelo menos quatro vezes por semana não durmo praticamente nada à noite toda. Além do que, aqui na minha rua cada dia é uma coisa pra incomodar. Um dia o alarme do prédio em frente à minha janela dispara a madrugada toda - prédio ainda sem morador, outro dia é a Net Virtua que vem fazer reparos na casa em frete no meio da madrugada. Com escadas barulhentas, ferramentas mais ainda... E por aí vai. Respeito zero!




Bom, é isso.
A zumbi desliga por aqui.
.
.

3 de novembro de 2011

22ª sessão

Demorei mas cheguei!
Feriado um dia depois da quimio, aí acabo deixando pra depois mesmo, não tem jeito...


Então, tomei duas "furadas" nessa última. A punção deu "defeito" na mão direita e me furaram de novo na mão esquerda, estou com um tom de roxo lindo agora nas mãos!!! rss Mas tá bom também... No final deu certo.


Voltei a tomar o corticóide (DECADRON), não tive náuseas e nem passei mal, agora é aguardar o efeito balão que provavelmente irá me trazer. Como eu disse antes: a vida é feita de escolhas.


Adivinhem quem eu reencontrei na terça? Dona Jacira e Seu Geraldo. Fiquei feliz demais quando os vi ali no cantinho esperando. Estão bem e Dona Jacira está comendo um pouquinho mais agora do que antes, pelo menos parou de perder peso.


Vi também a Cris, mãe da Lívia. Agora só faltam duas sessões para acabar logo com tudo. Bom demais. Adoro ver meus companheiros mirins indo embora dali, um a um, curados.
Com a história do câncer do ex-presidente Lula, a Cris me contou que Lívia, assim que soube da notícia, a perguntou:
- Mãe, todo mundo um dia vai ter câncer?
E ela respondeu que ESPERAVA que não.
Mas quem poderá dar uma resposta precisa à pequena Lívia? Difícil... Não é simples aceitar essa condição. Talvez sempre aconteceu assim, mas como a mídia não era tão abrangente, não ficávamos sabendo. Ou talvez nosso corpo está, a cada dia, menos protegido. Não sei ao certo. Mas toda semana é uma notícia assim. Tá ficando pesado...


.

Diário

fico parada observando o nada, a torneira que pinga achando estranho uma pessoa que tropeça e não xinga mas na verdade eu morro é de dó ...