12 de julho de 2011

6ª sessão


Ontem fiz minha sessão de number six, agora só faltam 24!!! Ebaaaa!!! rss
Infelizmente não encontrei com o Marksuel, acho que ele não esteve por lá, perguntei e as enfermeiras disseram que não tinham visto ele.
Fiquei sabendo que minhas veias das mãos (só recebo a medicação nas mãos) ficarão muito, muito escuras, pois o medicamento "queima" tudo por onde passa. Tem hora que penso que essas enfermeiras da quimio são meio 'terroristas'. Quem perguntou se as veias ficariam escuras??? Eu não fui. Bom, melhor não pensar nisso, ainda terei que conviver com elas até janeiro.
Uma das senhorinhas voluntárias da AVOSC veio conversar comigo na sala de quimio mesmo, enquanto eu tomava a medicação. Perguntou se eu era católica e me deu uma medalhinha de Nossa Senhora. Guardei na carteira.

Ontem também estive em outro hospital, para visitar um amigo que infartou esse final de semana. Aos 30 anos de idade. Foda né?! Depois do mega susto, ontem fui conferir e ele já está muito bem, graças a Deus!
Aí a gente canta: "é preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte!"

2 comentários:

Anderson disse...

Suzana
que é Luna
Lua cheia de sorrisos...
Suzana
que da lua
me trouxe os olhos do paraíso...
É lua crescente de amor e otimismo,
É lua minguante de sonhos atrevidos
Se é inquieta, as palavras teimam
em aparecer...
É rubra, os olhos de fogo ao anoitecer...

Não lhe conheço, mas me encantei com a sua sinceridade, parece que conversamos já há alguns dias...

E também a sua foto é muito bonita...

Um abraço!
E força!

Anderson

Suzana Luna disse...

Que linda poesia, adorei. Obrigada pela força. Nos conhecemos d'onde?

A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...