29 de junho de 2011

Projeto EU AMO PÃO




Ontem uma amiga me contou que viu a singela poesia que escrevi sobre PÃO para ser publicada no saquinho. É uma iniciativa chamada "Eu amo pão" da Casa Do Sol embalagens, para alegrar mais o despercebido saco de papel. 













ADIVINHA OU NÃO?

NÃO CURA A SOLIDÃO
MAS ALIVIA A TENSÃO
NÃO RESOLVE A RECESSÃO
MAS ALIMENTA A NAÇÃO
NÃO MUDA A OPINIÃO
MAS ACOMPANHA A DISCUSSÃO
NÃO REFRESCA A MULTIDÃO
MAS COMBINA COM O VERÃO
NÃO DESFAZ A CONFUSÃO
MAS INSPIRA A SOLUÇÃO
NÃO DESMENTE A ILUSÃO
MAS PODE TRAZER SATISFAÇÃO
NÃO SABE DO QUE EU ESTOU FALANDO NÃO?!
É DO PÃO MEU IRMÃO!!!

Bom, foi isso aí que saiu no blog deles (http://euamopao.zip.net/arch2011-02-16_2011-02-28.html) e também no saco de papel da Casa do Sol (http://www.casasol.com.br/padrao.php). Se alguém tiver o saquinho pra me dar, gostaria de guardar de recordação. Vou tentar encontrar também, porque apenas algumas padarias trabalham com a Casa do Sol.
Confesso que nem esperava mais que fosse publicada, a escrevi em janeiro.

27 de junho de 2011

4ª sessão


É, hoje não estou muito bem não... Já fui ao banheiro fazer o n°2 mais de uma vez. Medo... Minha ondansetrona acabou (remédio pra náusea). A cabeça dói um pouco, como de costume. Mas vamos aguardar.
Hoje vi uma mulher tomando a quimio via cateter, como seria comigo, lembram?! O tal implante de cateter. Nossa, ainda bem que não precisei viu?! É quase uma micro-cirurgia que a enfermeira faz pra aplicar a quimio por esse troço! Deus...

A enfermeira hoje me disse que se eu não começar a tomar MUITA água, minhas veias das mãos não aguentarão a quimioterapia semanal pois estão muito finas. Ai, ai... Tudo nessa vida para ficar bem tem que tomar muita água, já perceberam? E viva a água!

E mais um paciente que eu parei pra reparar no que lia: 1001 MANEIRAS DE RELAXAR. Muitas hein?! rss



20 de junho de 2011

3ª sessão


Mais um dia, menos uma sessão.
Torcendo para não passar mal. Porque no mesmo dia não acontece nada, então eu fico na ansiedade dos dias posteriores. Afff... Mas não há de acontecer nada não (como da última vez).

Hoje reparei numa senhorinha, enquanto ela estava pesando e medindo a pressão. Ela não tem uma das vistas. Estava com um livro que decorei o nome e assim que cheguei em casa pesquisei sobre ele. Chama-se "A DOR ENSINA", é espírita. Li a sinopse e ele fala sobre lares destruídos e pessoas que se preocupam mais em TER do que SER.
Tendo como cenário um Centro de Tratamento Quimioterápico, é mais que previsível que seus personagens circulem por lá com suas ajudas literárias, sejam elas espíritas ou não. Para quem curte, fica a dica de leitura.

Hoje também fiz inscrição numa escola de... Surpresa! Depois eu conto.
Novos ares, novos rumos. Pois como diria Fernando Pessoa: "viver não é preciso".



16 de junho de 2011

DESEJO


Queria um desse... Alguém podia querer um palio 98/99 pra gente fazer escambo! rs



13 de junho de 2011

Alívio

Ufa...!
Realmente não passei mal com essa segunda sessão de quimio. Com certeza em função da diminuição da dosagem dos medicamentos aliada à minha disciplina alimentar. Porque vamos combinar, da outra vez eu não tive um pingo de noção, saí comendo de tudo, parecia que o mundo ia acabar. Credo! Agora aprendi a lição (assim espero).
A próxima agora é só segunda-feira que vem, dia 20. Aí só restarão 27 sessões, rss.

Obrigada a todos - mais uma vez, pelos pensamentos positivos e mensagens de apoio.
.
.
.

10 de junho de 2011

2ª sessão

Mais uma hoje. Agora só faltam 28.
Minha médica diminuiu a dosagem da medicação, espero não passar mal como da última vez. Ela também tirou o corticóide do preparo.

Agora são 20h37 e estou com uma leve dor de cabeça. Já tomei a ondansetrona, conforme orientação médica, que é para náuseas. Só comi coisas leves também. Deus ajude que eu não sinta nada... Ou sinta menos...

Deixa eu contar 'procês'!!!
As meninas não são gêmeas! Tem base?! Elas são do mesmo tamanho gente!!! rs E tem a mesma cara!!! Vocês devem estar me achando retardada né?! rss
Uma delas tem dezoito anos, por isso nunca estão acompanhadas de um adulto e a que está em tratamento deve ter uns quinze anos. Mas as duas são tãaaao magrinhas...
Hoje elas estavam com as carinhas "bem boas". Acredito que as sessões estejam caminhando pro fim.

Ah, quem me passou essas informações foi a enfermeira que fica lá pesando e medindo a pressão arterial da gente todos os dias - Sonia Abraão total !!! kkkk
.
.

9 de junho de 2011

Nataliane

Ontem descobri que o nome da gêmea que está em tratamento é Nataliane. Diferente né?! Não que eu tenha chegado perto, mas é que a enfermeira pegou o prontuário dela e eu estava no balcão esperando minha médica me atender, aí dei uma "bicada" no nomezinho que estava na pasta - que feio! rs
Já deve ter bastante tempo que ela faz as sessões, porque a pasta dela é bem grossa.
Explico.
Lá é assim: homem tem pasta (prontuário) azul e mulher tem pasta rosa. Quem tem a pasta fininha ainda está no começo do tratamento, ou seja, fez poucas sessões. Quem já está com a pasta bem grossa é porque já fez váaaaarias sessões. É o caso da gêmea. Mais uma vez nenhum adulto com elas. Engraçado...

Amanhã espero encontrá-las novamente. Ontem elas estavam fazendo artesanato, é um trabalho voluntário lindo feito pela AVOSC (Associação das Voluntárias da Santa Casa). É um grupo de senhoras que prestam seu tempo para ensinar trabalhos manuais/artesanais aos pacientes, servirem lanches e dar qualquer tipo de apoio, além dos médicos, assistentes sociais e psicólogas que já transitam por lá. Cada um fazendo a sua parte.
A gêmea que não faz a quimio fez um chaveiro de contas, em formato de cachorrinho. Depois que acabou pendurou em sua bolsa. As duas estavam de jaquetas idênticas ontem, rs, como boas gêmeas.

Demorei a postar porque a Tim insistiu em me deixar sem internet desde ontem no final da tarde. Espero que amanhã não aconteça o mesmo.

.
Por falar em amanhã: segunda sessão.
Boa sorte pra mim e fico com Deus.

.

7 de junho de 2011

ERRATA (1ª sessão)



Bom, as coisas não caminharam pela estrada que eu imaginava. Mudaram de rumo totalmente - pelo menos por enquanto.

Depois de fazer a primeira sessão de quimio na sexta-feira, de domingo pra cá eu passei mal demais. Senti muitas náuseas, diarreia e vomitei. Sem parar. Até a água que eu bebia voltava, fosse por cima ou fosse por baixo, voltava. Fiquei muito debilitada, mas como pensei que pudesse ter sido algo que comi na rua no final de semana, protelei a visita ao Centro de Quimioterapia da Santa Casa, acreditando que iria passar. Doce ilusão. Foram os efeitos colaterais da quimioterapia mesmo, infelizmente. Como me disse o oncologista de plantão hoje, pode ser que eles ocorram só nas primeiras sessões como também pode ser que sejam constantes.


Amanhã já não sei mais se farei outra sessão, já que ainda estou me recuperando. Tomei 1 litro e meio de soro fisiológico+glicose na veia e um comprimido de loperamida (Imosec) hoje. Fiquei a manhã toda na Santa Casa.


Validei o velho ditado: "não cante vitória antes do tempo!".

Mas acho que pra mim foi mais uma questão de otimismo mesmo. Eu não queria sentir os efeitos colaterais e ponto. E como não senti nada na hora e nem no dia seguinte, fiquei confiante.




Falei tanto da SURPRESA no post anterior e fui surpreendida, duplamente. Eita vida...!


.

3 de junho de 2011

1ª sessão e ... SURPRESA !!!



Hoje (finalmente) comecei meu tratamento. Para minha feliz surpresa: foi suuuuuper tranquilo!!! A parte burocrática é que faz a coisa ficar demorada, cheguei lá as 9h e saí as 11h50. Mas a quimioterapia em si, nossa, muito tranquila. Não tive náuseas, nem dores, com exceção da mão que doi por conta da veia que pegaram, já que não pode ser no braço porque é na articulação.


Enfim, estou muito feliz , aliás, estou ALIVIADA, a palavra é essa. Acredito que não caia o cabelo mesmo, já que pelo visto estou livre dos efeitos colaterais. Assim espero... Amém.



O que estou achando interessante também é poder perceber e tentar 'decifrar' apenas com olhares algumas relações que vejo por lá. Coisas bem bacanas nesse universo "Santa Casa e seus pacientes da quimioterapia". Acho que irei relatar alguns episódios, vistos pela minha lente.

Hoje vi pela segunda vez duas gêmeas, devem ter uns doze anos de idade. Apenas uma delas está se submetendo ao tratamento - já está careca, e elas estão sempre juntas. Nunca vi nenhum adulto com elas, apenas as duas. O mais inusitado é: a que está sempre chorando é a que não está se tratando. A carequinha está sempre com a carinha boa, a outra sempre triste e chorando.

Vi também um senhor, deve ter uns sessenta anos, seu filho é o paciente. O pai é daqueles homens com cara de lavrador sabe?! Jeitão bronco, de botinas e chapéu de cowboy. O filho em tratamento já está completamente sem cabelos. Hoje quando passaram por mim no corredor reparei que o pai fazia carinho na careca do filho. Linda imagem. Aquela mão grosseira, fazendo carinho na cabeça "despelada" do rapaz.



Relações humanas, interessante isso.


Semana que vem conto mais.

A segunda sessão é na próxima quarta-feira.


Beijos e até lá.

A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...