29 de janeiro de 2010

Paula Lima canta o que quero dizer:


Novos Alvos
(Mart'nália / Ana Costa / Zélia Duncan)

Sempre chega um dia na vida
Chove um outro ponto de vista
Outra porta, outra esquina
Pra me encontrar
Por mais que eu perceba as saídas
Dúvidas são sempre bem-vindas
Estou esperando notícias
De outro lugar
Cansei de olhar espelhos de agora
Vou mirar novos alvos, me solta
Tempo que escorre agora e eu vou, eu vou
Cansei de olhar espelhos
Quero um olhar inteiro e vou
De outro lugar me vejo
Por outra saída eu vou
Quem viver verá meus sonhos
Mudando todos os planos
E voltando pro mesmo lugar


PS: o campo profisisonal às vezes desenha-se mais complicado que o afetivo pra mim, rs.

26 de janeiro de 2010

CLARICE LISPECTOR


"Todo prazer intenso toca no limiar da dor."

Inhotim - Centro de Arte Contemporânea









 
Com um acervo de, aproximadamente, 500 obras de mais de 100 artistas, a coleção de Inhotim vem sendo formada desde meados de 1980, com foco na arte produzida internacionalmente nos anos 1960 até os nossos dias. Pintura, escultura, desenho, fotografia, vídeo e instalações de renomados artistas brasileiros e internacionais são exibidos em galerias espalhadas pelo parque botânico - leia-se: Roberto Burle Marx.
Para saber mais: http://www.inhotim.org.br/

20 de janeiro de 2010

ELIS REGINA (amém!):

"Eu quero uma casa no campo, onde eu possa compor muitos rocks rurais e tenha somente a certeza dos amigos do peito e nada mais, eu quero uma casa no campo, onde eu possa ficar no tamanho da paz..."

ZÉLIA DUNCAN (cansei!):

"... num apartamento, perdido na cidade, alguém está tentando acreditar que as coisas vão melhorar..."
.
.
.

19 de janeiro de 2010

PEDRAS da LUNA


Um monte de coisas misturadas
Outros tantos ainda a se misturarem
E o coração vai dando as coordenadas
Para os sentimentos se mostrarem.

Sem perceber, o que desejo acontece
Então me permito sem sentido
Sem a bobagem de que a razão prevalece
Vem, desliga a TV e deita comigo!

Delícias sem hora na agenda
Um mimo surpresa sobre a cama
O ciúme que nunca se emenda
Mas esquece, diz que me ama.

O tempo fortalecendo as estruturas
Pr'um dia simples ficar maravilhoso
Diz que são só pra mim as tuas juras
Que eu te mostro meu olhar jocoso.

Estabeleço uma lei: se entreguem assim
Sem letras pequenas no rodapé
Vivam, se joguem e amem sem fim
Do fio de cabelo até o dedão do pé.

6 de janeiro de 2010

Sobre 2010...



Às vezes me sinto cética nesse âmbito, massss, penso que se for pra dar boas novas, vale à pena postar essas informações aqui:






Regido por Yemanjá - Iyemanjá, Yemanjá, Yemaya, Iemoja ou Yemoja, é um orixá africano, cujo nome deriva da expressão Iorubá "Yèyé omo ejá" ("Mãe cujos filhos são peixes"), portanto, 2010 será o ano da FARTURA e da SENSIBILIDADE.

Cor: prata transparente, azul, verde água e branco.
Arquétipo dos seus filhos: voluntarioso, fortes, rigorosos, protetores, caridosos, solidários em extremo, ingênuos, amigo, tímido, vaidosos com os cabelos principalmente, altivos, temperamentais, algumas vezes impetuosos e dominadores, e tem um certo medo do mar.
Sincretismo: Nossa Senhora

Fonte: Wikipedia

Regido por Vênus - na Astrologia, Vênus é o planeta que manifesta os atributos de Harmonia e Beleza, e que através dos seus ciclos manifesta a presença da Divindade em todo seu esplendor, especialmente naquilo que é manifestado aos nossos olhos agraves do esplendor da natureza. Sob a regência de Vênus buscaremos o entendimento, os acordos de paz, os tratados, e estaremos mais propensos a dividir nosso pão com os menos favorecidos.

Fonte: http://osorrisodogato.wordpress.com/

Um farto 2010 pra todos nós!!!

5 de janeiro de 2010

ESCONDERIJO - Ana Cañas

"Procuro a Solidão
Como o ar procura o chão
Como a chuva só desmancha
pensamento sem razão

Procuro esconderijo
encontro um novo abrigo
como a arte do seu jeito
e tudo faz sentido

calma pra contar nos dedos
beijo pra ficar aqui
teto para desabar
você para construir"

A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...