19 de novembro de 2009

Carlos Drummond de Andrade


"A cada dia que vivo,
mais me convenço de que
o desperdício da vida está
no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca
e que,
esquivando-nos do sofrimento,
perdemos também a felicidade."



Nenhum comentário:

A temer

Nascemos e fomos adestrados para sentir medo. Medo do desconhecido por todos medo do que já foi vivido por tolos medo do que virá a...